• (vazio)
INSS - Concurso 2019....Prepare-se
Segunda-Feira, 25 de Fevereiro de 2019

Talvez seja esse o edital mais esperado para o ano 2019. O pedido segue em análise no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.
Esse pedido, encaminhado desde de 2017, contempla um total de 7.888 vagas, sendo 3.984 para o cargo de técnico (ensino médio), e 1.692 para o cargo de analista (ensino superior) e 2.212 para médicos peritos. As remunerações iniciais vão de R$ 5.186,79. à R$ 12.638,27.
Mesmo com o corte de gastos anunciado pelo novo Governo, o presidente do INSS, Edison Garcia, vem dando declarações bastante esperançosas sobre a liberação desse novo edital. O déficit de servidores só vem aumentando a cada mês e, somente com um novo concurso, o INSS teria os recursos necessários para implantar suas melhorias no atendimento em todo o País.
No 2º semestre do ano de 2018, o INSS perdeu quase 1.000 servidores. Deste total, o maior quantitativo é do cargo de Técnico do Seguro Social e em 2019, o cenário não vai mudar. Já nos primeiros meses, teremos 167 aposentadorias em janeiro, 489 em Fevereiro e 345 em Março.

Último Concurso 
Publicado em dezembro de 2015, o Concurso do INSS liberou 950 vagas, sendo 800 para Técnico do Seguro Social (nível médio) e 150 para Analista do Seguro Social (nível superior). 
-Nível Médio: Técnico do Seguro Social (800 vagas). Salário de R$4.886,87 (chegando a R$ 5.259,87, após seis meses), já incluso as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.
-Nível Superior: Analista do Seguro Social (150 vagas). Salário de R$7.496,09 (até R$ 7.869,09), já com as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.
Técnico: São Paulo (113), Acre (5), Alagoas (14), Amapá (5), Amazonas (34), Bahia (76), Ceará (22), Distrito Federal (10), Espírito Santo (4), Goiás (40), Maranhão (33), Mato Grosso (26), Mato Grosso do Sul (12), Minas Gerais (82), Pará (84), Paraíba (4), Paraná (37), Pernambuco (35), Piauí (2), Rio de Janeiro (17), Rio Grande do Norte (20), Rio Grande do Sul (49), Rondônia (22), Roraima (3), Santa Catarina (32), Sergipe (7) e Tocantins (12);
Analista: São Paulo (18), Acre (6), Alagoas (2), Amapá (3), Amazonas (3), Bahia (22), Ceará (7), Goiás (4), Maranhão (4), Mato Grosso (6), Mato Grosso do Sul (7), Minas Gerais (15), Paraíba (4), Rio Grande do Sul (12), Pará (6), Paraná (3), Pernambuco (3), Piauí (1), Rio de Janeiro (4), Rondônia (5), Roraima (2), Santa Catarina (6), Sergipe (1) e Tocantins (5), além do Distrito Federal (1).